fbpx

Você pai, responsável ou aluno, já deve ter ouvido falar de bullying, este problema que atinge cada vez mais crianças e jovens. Assunto cada vez mais debatido na sociedade, o bullying também precisa ser tratado dentro das escolas.

Isso porque é justamente no ambiente escolar que ocorre o maior número de casos de bullying. E, ao perceber qualquer indicio desta violência, todos podem ajudar: professores, funcionários da escola, pais e colegas de turma.

O bullying acontece quando a vítima sofre um conjunto de atitudes agressivas e repetidas, sendo ridiculariza e hostilizada sem que haja uma motivação evidente.

Existem alguns jeitos de identificar que a criança ou jovem está sofrendo bullying, por isso, vamos repetir mais uma vez, é importante que todos ao redor fiquem atentos.

Para ajudar nesse processo, vamos listar alguns sinais de que algo está acontecendo:

  • Falta de interesse em ir para a escola
  • Baixa autoestima
  • Rendimento escolar em declínio
  • Medo
  • Vergonha
  • Isolamento
  • Irritação
  • E até depressão

Esses são só alguns dos sinais que é preciso ficar de olho. Se o estudante tem crises de choro, insônia, falta de apetite e marcas ou ferimentos pelo corpo, também é recomendado procurar ajuda.

Pais ou responsáveis conversem com os seus filhos, se perceberem algum problema, venham até a escola e vamos conversar para fazer um trabalho em conjunto a fim de amparar a criança ou jovem e resolver o problema.

Aqui no Colégio Pentágono, nossos estudantes e responsáveis podem contar com auxílio psicológico sempre que houver algum problema e precisem de ajuda. Para nós, o bem-estar dos estudantes, assim como o conhecimento, são fundamentais, por isso, procuramos auxiliá-los e orientá-los sempre que possível, não apenas dentro da sala de aula.